livros? www.sebodobac.com
   
Histórico
17/04/2011 a 23/04/2011
12/12/2010 a 18/12/2010
12/09/2010 a 18/09/2010
25/07/2010 a 31/07/2010
18/07/2010 a 24/07/2010
20/06/2010 a 26/06/2010
30/05/2010 a 05/06/2010
21/02/2010 a 27/02/2010
14/02/2010 a 20/02/2010
07/02/2010 a 13/02/2010
27/12/2009 a 02/01/2010
06/12/2009 a 12/12/2009
22/11/2009 a 28/11/2009
27/09/2009 a 03/10/2009
26/07/2009 a 01/08/2009
19/07/2009 a 25/07/2009
12/07/2009 a 18/07/2009
07/06/2009 a 13/06/2009
17/05/2009 a 23/05/2009
10/05/2009 a 16/05/2009
03/05/2009 a 09/05/2009
19/04/2009 a 25/04/2009
12/04/2009 a 18/04/2009
05/04/2009 a 11/04/2009
29/03/2009 a 04/04/2009
15/03/2009 a 21/03/2009
08/03/2009 a 14/03/2009
01/03/2009 a 07/03/2009
15/02/2009 a 21/02/2009
01/02/2009 a 07/02/2009
25/01/2009 a 31/01/2009
18/01/2009 a 24/01/2009
11/01/2009 a 17/01/2009
04/01/2009 a 10/01/2009
21/12/2008 a 27/12/2008
14/12/2008 a 20/12/2008
07/12/2008 a 13/12/2008
23/11/2008 a 29/11/2008
16/11/2008 a 22/11/2008
09/11/2008 a 15/11/2008
02/11/2008 a 08/11/2008
26/10/2008 a 01/11/2008
19/10/2008 a 25/10/2008
12/10/2008 a 18/10/2008
05/10/2008 a 11/10/2008
28/09/2008 a 04/10/2008
21/09/2008 a 27/09/2008
14/09/2008 a 20/09/2008
07/09/2008 a 13/09/2008
31/08/2008 a 06/09/2008
24/08/2008 a 30/08/2008
17/08/2008 a 23/08/2008
27/07/2008 a 02/08/2008
20/07/2008 a 26/07/2008
13/07/2008 a 19/07/2008
06/07/2008 a 12/07/2008
22/06/2008 a 28/06/2008
15/06/2008 a 21/06/2008
08/06/2008 a 14/06/2008
01/06/2008 a 07/06/2008
25/05/2008 a 31/05/2008
18/05/2008 a 24/05/2008
11/05/2008 a 17/05/2008
04/05/2008 a 10/05/2008
27/04/2008 a 03/05/2008
20/04/2008 a 26/04/2008
13/04/2008 a 19/04/2008
06/04/2008 a 12/04/2008
30/03/2008 a 05/04/2008
23/03/2008 a 29/03/2008
09/03/2008 a 15/03/2008
24/02/2008 a 01/03/2008
17/02/2008 a 23/02/2008
10/02/2008 a 16/02/2008
03/02/2008 a 09/02/2008
27/01/2008 a 02/02/2008
20/01/2008 a 26/01/2008
13/01/2008 a 19/01/2008
06/01/2008 a 12/01/2008
23/12/2007 a 29/12/2007
16/12/2007 a 22/12/2007
09/12/2007 a 15/12/2007
02/12/2007 a 08/12/2007
25/11/2007 a 01/12/2007
18/11/2007 a 24/11/2007
11/11/2007 a 17/11/2007
04/11/2007 a 10/11/2007
28/10/2007 a 03/11/2007
21/10/2007 a 27/10/2007
14/10/2007 a 20/10/2007
30/09/2007 a 06/10/2007
23/09/2007 a 29/09/2007
16/09/2007 a 22/09/2007
09/09/2007 a 15/09/2007
02/09/2007 a 08/09/2007
26/08/2007 a 01/09/2007
19/08/2007 a 25/08/2007
05/08/2007 a 11/08/2007
29/07/2007 a 04/08/2007
22/07/2007 a 28/07/2007
15/07/2007 a 21/07/2007
08/07/2007 a 14/07/2007
01/07/2007 a 07/07/2007
24/06/2007 a 30/06/2007
10/06/2007 a 16/06/2007
27/05/2007 a 02/06/2007
20/05/2007 a 26/05/2007
13/05/2007 a 19/05/2007
06/05/2007 a 12/05/2007
29/04/2007 a 05/05/2007
22/04/2007 a 28/04/2007
08/04/2007 a 14/04/2007
01/04/2007 a 07/04/2007
25/03/2007 a 31/03/2007
18/03/2007 a 24/03/2007
11/03/2007 a 17/03/2007
25/02/2007 a 03/03/2007
18/02/2007 a 24/02/2007
11/02/2007 a 17/02/2007
04/02/2007 a 10/02/2007
21/01/2007 a 27/01/2007
14/01/2007 a 20/01/2007
07/01/2007 a 13/01/2007
10/12/2006 a 16/12/2006
03/12/2006 a 09/12/2006
26/11/2006 a 02/12/2006
12/11/2006 a 18/11/2006
05/11/2006 a 11/11/2006
29/10/2006 a 04/11/2006
Outros sites
UOL - O melhor conteúdo
BOL - E-mail grátis
Bortolotto
Meu sebo
Guia Teatral
Pierre
fernanda
Caco Galhardo
Fotoblog do Sebo do Bac
Paula
Poeta Marceleza

Votação
Dê uma nota para meu blog

 


BROTHERS CACTUS,

MARCELINO E BACTÉRIA

(OU RECEITA DE LANÇAMENTO)

 

Todo mundo já deve ter falado, mas eu só vou falar agora, porque só agora acabei de ler um dos livros do hipermegasuper lançamento de livros da coleção Bactéria, organizada por Anselmo “Bactéria” Santos e editada por Marcelino Freire (eraOdito editOra; Editora Alaúde).

Quatro livros e vinte e um autores, tudo de uma vez, no espaço Parlapatões, na Praça Roosevelt. Li Brothers Cactus, uma coletânea de autores, moradores ou freqüentadores da Praça Roosevelt. Dezoito contos, de dezoito autores diferentes, todos focalizando a Praça – que serve de motivo para a capa desenhada por Stocker – através de personagens moradores ou freqüentadores. É um pedaço do centro da cidade de São Paulo visto por ângulos tão diferentes quanto os de Nick Farwell (um belo caleidoscópio de vidas definidas por suas atividades girando diante do olhar constante do poeta) e Mario Bortolotto (uma hilariante narrativa sobre o pavor que assalta alguns homens cultos e “bem informados” quando se trata de uma certa parte de seus corpos). Ângulos poéticos, ângulos cômicos, trágicos e tragicômicos. Há lugar para todos, porque tudo acontece na “Looservelt”.

Há poetas escrevendo prosa, como Marcelo Montenegro e Sergio Mello; e prosadores criando universos simultâneos, como Daniel Cavana; universos paralelos, como Jarbas Capusso Filho; e Ademir Assunção, que abre a série, com um nonsense espetacular. Para falar de todos os Brothers e uma Sister, Luana Vignon, (ou duas? porque  Fernanda D´Umbra apresenta os Brothers) seria preciso muito mais espaço e mais do que sei sobre literatura - em particular esta, contemporânea, nascida na e da cidade de São Paulo. O que atrai, em Brothers Cactus, não é o universo do submundo, da violência ou da boemia, que circula pela praça. É como ele é visto por estes jovens escritores. O que atrai é que se vê crescer uma geração que começa a ter visibilidade através do livro – um objeto nunca ultrapassado. E tudo feito com o espírito de solidariedade e o cuidado que une os Brothers Cactus. Marcelino Freire, logo após receber o prêmio Jabuti, não se isola, mas une em torno de si e do livreiro Anselmo Luis dos Santos, o “Bactéria”, outros escritores,  como editor de seus trabalhos. É este compromisso com o novo, o nascente, que entra como um sopro  na alma da literatura destes jovens autores e os trazem à luz. A coleção tem mais três livros, dos quais não vou falar porque não li, ainda: Dona Estultíca, de Gabriela Kimura; Mamãe não voltou do supermercado, de Mario Bortolotto e A mulher e o cavalo e outros contos de Adrienne Myrtes. Tudo editado por Marcelino Freire, que registra, preto no branco, o que andava pelos sites da vida. E o resultado, com sua licença, Marcelino,  eraOdito!

Escrito por Anna da Hora às 12h19

Valeu Ana!



Escrito por anselmo às 13h45
[] [envie esta mensagem]




Guia Teatral Na Net

 

O amigo e criador do meu site Eduardo Castanho acaba de criar um site especial sobre teatro. Isto já era um projeto antigo do Castanho. Ele já vinha trabalhando a um bom tempo neste sonho. Neste site o leitor terá a programação das peças em cartaz na cidade e também poderão ler as colunas de pessoas como: Mário Bortolotto, Gustavo Ranieri entre outros. O link é : www.guiateatral.com.br . Parabéns Edu



Escrito por anselmo às 10h19
[] [envie esta mensagem]




PUNK CEREBRAL

 

Ontem tive o grande prazer de assistir ao encontro do poeta Marcelo Montenegro com o Músico Clemente no sesc.O Marcelo evidenciou seu já conhecido talento para declamar seus poemas. Poesia e música de alta qualidade.Eu ainda não tinha visto este show. Gostei muito e recomendo aqueles que perderam; não perderam da próxima vez. Antes do show do poeta houve um bate papo entre ele e o vocalista do Inocentes ( banda punk daqui de São Paulo).Os caras misturaram musica e literatura no palco. O Clemente é um punk das antigas que começou sua formação lendo de tudo. O cara lia os Beats. Lia Camus – que segundo ele; foi o que mais complementou sua formação literária e escrita. A poesia chegou para ele só no meio dos anos 80. O cara musicou Maiakovski. Porra. Bacana pra caramba. Clemente questionou as letras punks da nova geração. O panfleto. O clichê. Parece que a molecada não tem muita referência. Os punks de anos atrás ouviam Itamar Assunção & Arrigo Barnabé.Além de lerem de tudo. Havia uma curiosidade por achar semelhantes, mesmos que estes supostos semelhantes fossem da MPB ou do samba. Eu adorava o disco Carne Humana. Aquele dos versos: “Pátria amada salve salve-se quem puder”. Valeu Marceleza por ter me apresentado um senhor punk tão lúcido e coerente com suas idéias.



Escrito por anselmo às 10h04
[] [envie esta mensagem]




 

Seus canários

estavam sucumbindo como moscas

todas as manhãs

havia outro

duro

no fundo da gaiola

 

O veterinário disse

que era devido a bactérias

na água que estavam bebendo

mas ele próprio sabia

que era

pela maneira como estamos vivendo

 

2/08/1981 Homestead Valley, Califórnia                                             

 

Poema extraído do livro Crônicas de Motel de Sam Shepard

 

Shepard é um dos meus poetas prediletos. Gosto muito das imagens que ele cria. Este poema me deixa um pouco desolado. Ele foi escrito a exatos 25 anos atrás. Parece que o homem insiste em detonar tudo que encontra pela frente.Inclusive a ele mesmo. Vide a farta produção de armas químicas e subgêneros. O caos está apenas começando.



Escrito por anselmo às 16h43
[] [envie esta mensagem]




                                                                           SABADÃO

 

Sempre fugi de câmeras fotográficas e de vídeo. Lembro que o amigo Marcelo Montenegro tentava me filmar lá no centro cultural quando fazíamos a mostra de teatro dos amigos do Cemitério de Automóveis e eu sempre a me esconder das lentes. Parece que muita coisa mudou. Hoje em dia fico feliz em subir no palco para desafinar com os amigos cantando Casinha Branca na festa do amigo Gabriel. Na sexta passada dei uma entrevista para a Uol. O convite veio do jornalista Roberto Moreno. O cara está criando um programa de 15 mínutos que vai passar no blog dele. Em breve a entrevista entra no ar. Nestes minutos de entrevista pude contar minha trajetória com os livros. Achei bacana. Consegui ficar tranqüilo e descontraído. Depois estranhei e tentei encontrar onde estava o cara que fugia de fotos e filmagens. Ando feliz com o meu final de ano. A Coleção Bactéria ficou muito bonita. O desconcertos de ontem foi ótimo. Os poetas Sergio Mello e Luana Vignon mandaram bem. O ator Nelson Perez também arrebentou. Isso sem falar na elegância dos músicos Jeremias no trompete e Marcelo amalfi no violão. Puta sofisticação. Cervejas, livros, poesias e amigos.Maravilha. Quando a nigth chegou incorporei o personagem e brinquei com amigos diante da lente da diabólica máquina fotográfica do brother Bortolotto. Deus apareceu por volta das 24:00 Hs e fomos jantar. Puta presença divina. Puta sabadão. Nestes momentos até me esqueço que a vida é dura.

Obs: Olhem o jogo sujo do amigo Paulo Stocker no orkut:  

 

Tô contando com seu voto no caras de Eldo quarta fase.
Stocker



Escrito por anselmo às 12h49
[] [envie esta mensagem]




 Casa Nova

Escrito por anselmo às 09h39
[] [envie esta mensagem]


[ ver mensagens anteriores ]