livros? www.sebodobac.com
   
Histórico
17/04/2011 a 23/04/2011
12/12/2010 a 18/12/2010
12/09/2010 a 18/09/2010
25/07/2010 a 31/07/2010
18/07/2010 a 24/07/2010
20/06/2010 a 26/06/2010
30/05/2010 a 05/06/2010
21/02/2010 a 27/02/2010
14/02/2010 a 20/02/2010
07/02/2010 a 13/02/2010
27/12/2009 a 02/01/2010
06/12/2009 a 12/12/2009
22/11/2009 a 28/11/2009
27/09/2009 a 03/10/2009
26/07/2009 a 01/08/2009
19/07/2009 a 25/07/2009
12/07/2009 a 18/07/2009
07/06/2009 a 13/06/2009
17/05/2009 a 23/05/2009
10/05/2009 a 16/05/2009
03/05/2009 a 09/05/2009
19/04/2009 a 25/04/2009
12/04/2009 a 18/04/2009
05/04/2009 a 11/04/2009
29/03/2009 a 04/04/2009
15/03/2009 a 21/03/2009
08/03/2009 a 14/03/2009
01/03/2009 a 07/03/2009
15/02/2009 a 21/02/2009
01/02/2009 a 07/02/2009
25/01/2009 a 31/01/2009
18/01/2009 a 24/01/2009
11/01/2009 a 17/01/2009
04/01/2009 a 10/01/2009
21/12/2008 a 27/12/2008
14/12/2008 a 20/12/2008
07/12/2008 a 13/12/2008
23/11/2008 a 29/11/2008
16/11/2008 a 22/11/2008
09/11/2008 a 15/11/2008
02/11/2008 a 08/11/2008
26/10/2008 a 01/11/2008
19/10/2008 a 25/10/2008
12/10/2008 a 18/10/2008
05/10/2008 a 11/10/2008
28/09/2008 a 04/10/2008
21/09/2008 a 27/09/2008
14/09/2008 a 20/09/2008
07/09/2008 a 13/09/2008
31/08/2008 a 06/09/2008
24/08/2008 a 30/08/2008
17/08/2008 a 23/08/2008
27/07/2008 a 02/08/2008
20/07/2008 a 26/07/2008
13/07/2008 a 19/07/2008
06/07/2008 a 12/07/2008
22/06/2008 a 28/06/2008
15/06/2008 a 21/06/2008
08/06/2008 a 14/06/2008
01/06/2008 a 07/06/2008
25/05/2008 a 31/05/2008
18/05/2008 a 24/05/2008
11/05/2008 a 17/05/2008
04/05/2008 a 10/05/2008
27/04/2008 a 03/05/2008
20/04/2008 a 26/04/2008
13/04/2008 a 19/04/2008
06/04/2008 a 12/04/2008
30/03/2008 a 05/04/2008
23/03/2008 a 29/03/2008
09/03/2008 a 15/03/2008
24/02/2008 a 01/03/2008
17/02/2008 a 23/02/2008
10/02/2008 a 16/02/2008
03/02/2008 a 09/02/2008
27/01/2008 a 02/02/2008
20/01/2008 a 26/01/2008
13/01/2008 a 19/01/2008
06/01/2008 a 12/01/2008
23/12/2007 a 29/12/2007
16/12/2007 a 22/12/2007
09/12/2007 a 15/12/2007
02/12/2007 a 08/12/2007
25/11/2007 a 01/12/2007
18/11/2007 a 24/11/2007
11/11/2007 a 17/11/2007
04/11/2007 a 10/11/2007
28/10/2007 a 03/11/2007
21/10/2007 a 27/10/2007
14/10/2007 a 20/10/2007
30/09/2007 a 06/10/2007
23/09/2007 a 29/09/2007
16/09/2007 a 22/09/2007
09/09/2007 a 15/09/2007
02/09/2007 a 08/09/2007
26/08/2007 a 01/09/2007
19/08/2007 a 25/08/2007
05/08/2007 a 11/08/2007
29/07/2007 a 04/08/2007
22/07/2007 a 28/07/2007
15/07/2007 a 21/07/2007
08/07/2007 a 14/07/2007
01/07/2007 a 07/07/2007
24/06/2007 a 30/06/2007
10/06/2007 a 16/06/2007
27/05/2007 a 02/06/2007
20/05/2007 a 26/05/2007
13/05/2007 a 19/05/2007
06/05/2007 a 12/05/2007
29/04/2007 a 05/05/2007
22/04/2007 a 28/04/2007
08/04/2007 a 14/04/2007
01/04/2007 a 07/04/2007
25/03/2007 a 31/03/2007
18/03/2007 a 24/03/2007
11/03/2007 a 17/03/2007
25/02/2007 a 03/03/2007
18/02/2007 a 24/02/2007
11/02/2007 a 17/02/2007
04/02/2007 a 10/02/2007
21/01/2007 a 27/01/2007
14/01/2007 a 20/01/2007
07/01/2007 a 13/01/2007
10/12/2006 a 16/12/2006
03/12/2006 a 09/12/2006
26/11/2006 a 02/12/2006
12/11/2006 a 18/11/2006
05/11/2006 a 11/11/2006
29/10/2006 a 04/11/2006
Outros sites
UOL - O melhor conteúdo
BOL - E-mail grátis
Bortolotto
Meu sebo
Guia Teatral
Pierre
fernanda
Caco Galhardo
Fotoblog do Sebo do Bac
Paula
Poeta Marceleza

Votação
Dê uma nota para meu blog

 


  BOM ANO AMIGOS

O ano acabou. Estou terminando um trabalho. Estive até terça passada na praia. Mergulhei, fumei, bebi e brinquei no mar com meu filho. Mas o trabalho me chamou de volta para cidade de pedra. Ou melhor: A missão. É que aceitei ser funcionário do Mirisola num lance de notas e talões fiscais. Gosto de fazer as coisas até o fim. Sou Caxias com trabalho. Acabei de receber um telefonema me avisando que o serviço esta pronto. Ufa! Missão mais do cumprida. Agora vou buscar as notas que me deram um trabalho filho da puta, depois levo os livros ao correio e me mando para praia. Literatura só no ano que vem. Este ano foi bem bacana. Fechamos o ano com um desconcertos bem improvisado. Mas foi muito legal. O porra do Kim pra variar me encheu o saco. Dia 03 de janeiro estou de volta a São Paulo. Comprei 20 exemplares do livro “Orfanato Portátil” de Marcelo Montenegro. Quem quiser a obra mande e-mail para: anselmolsantos@yahoo.com.br. Estarei respondendo e-mails somente neste endereço eletrônico. Aos meus amigos desejo felicidades e porres de final de ano. Os inimigos deviam me esquecer. Eu sou um chato que não merece ser levado a sério. Abraço para todos meus amigos.Eles sabem quem são.Belo calendário este ai de baixo.

 .



Escrito por anselmo às 13h00
[] [envie esta mensagem]




  O NATAL DO MIRISOLA

 

Conto com panetone

MARCELO MIRISOLA
ESPECIAL PARA A FOLHA

EM POUCO tempo a dona-de-casa encontrará células-tronco na seção de iogurtes. Duvido que algum escritor -em pleno Natal de 2007- depois do rebaixamento de Plutão e do Corinthians, e depois de os cientistas terem decifrado o DNA do fungo que causa a caspa,duvido que algum escritor se atreva -outra vez?!- a sacanear o Papai Noel.
Não aceito casos de entupimento em chaminés, alcoolismo e zoofilia. Não se metam com as renas! Sou capaz de processar o infeliz que fizer piadas com trenós, pedofilia e gnomos. Outra coisa. Jesus Cristo não era Francisco de Assis. São estilos diferentes, e no Natal comemoramos a festa de nascimento do chefão. Daí que não procede aquela conversinha: "Se o filho de Deus estivesse vivo, hoje, seria um mendigo". Por que não colunista da "Veja"? Também não consta que apanhava do padrasto, nem que a mãe vendia o corpo a troco de birita. Ele não tinha problemas em casa. Naquela época, os restos de comida não eram separados para reciclagem -o próprio mendigo fazia o cardápio, a vida era mais honesta- e, tirando a obsessão tola de querer salvar a humanidade, não acredito que Jesus C. tivesse motivos para trocar o "aconchego do lar" pelo banco da rodoviária. Outro blablablá de Natal -talvez o mais enfadonho de todos- é aquele que contrapõe crianças maltrapilhas e vitrines luxuosas. O truque é velho, nem o Angeli agüenta mais. Não funciona, no Brasil de hoje, não. Temos petróleo, a Copa de 2014, e um IDH invejável. Creio, portanto, que é viável controlar a pieguice, e falar de Natal: sem sacanear o Papai Noel. Vejam só.
Dezembro de 2006, Rio de Janeiro. Aluguei um quarto-e-sala no Bairro de Fátima, na Riachuelo, antiga rua de Mata-cavalos. Aproximadamente 72 gatos (segundo a Defesa Civil) moravam no moquifo imediatamente ao lado do meu. Travestis mal-barbeados, vizinhos resignados, e angolanos ameaçadores. Eu passava os dias espirrando, e tentava pela milésima vez -sem sucesso- ler o chato do Saramago. Jorge Luis Borges dizia mais ou menos o seguinte: se o autor não conseguiu prender o leitor, quem perdeu foi o autor. No alvo, claro que sim. O leitor tem mais o que fazer, por exemplo: esquecer Saramago e seguir os passos de Evaristo Carriego, procurar os "entardeceres, os arrabaldes e a desdita numa Buenos Aires de casas baixas e chácaras gradeadas". Mas era Rio de Janeiro. E eu espirrava, e estava me estranhando com a Cacá.
Choveu pra cacete naquela semana. E a Cacá apareceu com três DVDs da série "Hilda Furacão". Coisa mais lenta e besta. Horas e horas de enrolação para chegar a cinco minutos geniais de Mário Lago, e a oito segundos de peitinho da Ana Paula Arósio. Eis a questão. Os peitinhos da Ana Paula Arósio. Queria ver outra vez. Cacá tomou o controle da minha mão, e o jogou pela janela. Entendam. Era véspera de Natal, eu espirrava o dia inteiro, dormia num sofá-cama desconjuntado e úmido. Havia esperado horas para ver aqueles peitinhos. O pau quebrou e feio... decidi que a perdoaria se ela me trouxesse rabanadas no dia seguinte. Cacá não apareceu. Mas mandou um e-mail: "Se você tiver o TUPETE de me procurar outra vez, se vier encher meu saco... ah, moleque, eu te amasso essa porra de nariz de tucano. Vai pro inferno você e as rabanadas! Fui clara?"


Escrito por anselmo às 12h45
[] [envie esta mensagem]




Gosto das delicadezas da Cacá. E eu tinha de retribuir a clareza, quase transparência dela -não parava de chover no Rio de Janeiro. Comprei um panetone, e combinei de encontrá-la perto da Uerj, ela morava em Vila Isabel. Eu não sabia se segurava o panetone ou o guarda-chuva. Mas era Natal e chovia. De qualquer jeito, tinha que ser Natal. Eu faria qualquer coisa para dar aquele panetone pra Cacá. Seria atropelado, se fosse o caso. Sei lá, podia seqüestrar o babaca do Papai Noel. Qualquer coisa. Aceitaria até protagonizar um documentário do Zé Padilha: "Ônibus 171, o Seqüestro do Bom-velhinho".
Isso tudo pra falar que, no 25/12, a gente sofre por rabanadas e pelos peitinhos da Arósio, cumprimenta o porteiro, e acredita no Papai Noel. Eu não tive outra alternativa. Nem ela. Quando a vi de capa amarela, e rindo da minha cara, nesse momento, entendi que estava tudo bem. Atravessei a rua, entreguei o panetone, e -ora bolas!- disse: "Pra você, Cacá. Feliz Natal!"




Escrito por anselmo às 12h44
[] [envie esta mensagem]


[ ver mensagens anteriores ]